1/2

Após condenação de vereador, Câmara de Chapecó emite nota, confira.


Após o julgamento que condenou o presidente da Câmara de Vereadores de Chapecó, Aristide Fidélis a oito anos e seis meses de prisão, por tentativa de homicídio e embriaguez ao volante, na noite desta sexta-feira (12) a Câmara Municipal de Chapecó divulgou uma nota à imprensa.

Confira a nota:

Em virtude da decisão da 1ª Vara Criminal da Comarca de Chapecó, informo que, conforme determina a Lei Orgânica Municipal, em seu artigo 28, § 4º, o vereador Arestide Fidelis, privado de sua liberdade em decorrência de processo em curso, será considerado licenciado pelo período que perdurar a privação de liberdade, com a conseqüente suspensão do pagamento de seu subsídio.

Ainda, será convocado seu suplente nos termos do artigo 94 do Regimento Interno e do artigo 39 da Lei Orgânica Municipal. A presidência da Câmara será ocupada pelo vice-presidente, vereador Ildo Adão Antonini.

Mareli Panizzi – Secretária Geral

O vereador respondia por tentativa de homicídio contra sete pessoas e por embriaguez ao volante por ter colidido com dois veículos, no dia 1º de maio de 2014. ​O júri é presidido pelo juiz da 1ª Vara Criminal da comarca de Chapecó, Jeferson Vieira. O acidente ocorreu no Contorno Viário Oeste, na altura do bairro Santo Antônio, em Chapecó.

Segundo testemunhas, Fidélis estava na contramão quando atingiu a lateral do primeiro carro onde estavam um casal e um menino de quatro anos de idade (a mulher estava grávida de sete meses). O vereador continuou trafegando em alta velocidade pela mão contrária da via e bateu de frente com outro veículo. Neste estavam um casal e os dois filhos (um menino com nove anos e uma adolescente com 13 anos). A jovem teve traumatismo craniano. Todos os envolvidos foram atendidos por equipes de socorro e sobreviveram.

#JORNALISMO

TROPICAL FM 97.7 - 2020

LESS webmaster