1/2

Em sessão tensa, Projeto referente financiamento de R$ 4 milhões é rejeitado em São Carlos


Em sessão nesta segunda-feira (15) que durou quase três horas, o mais importante projeto em pauta foi rejeitado pela maioria dos vereadores são-carlenses. Por 5 votos a 4, o projeto do executivo que pedia autorização para um financiamento de R$ 4 milhões foi rejeitado em primeira votação.

Os vereadores Geferson Groth, Evandro Cesco, Alisson Wickert, Iara Schoemberger e Ademar Brutscher foram contra a proposta de investimentos do atual governo através de recursos do chamado Finisa junto a Caixa Econômica Federal. Segundo o presidente da casa, vereador Ademir Damin, o Martelinho, como foi rejeitado, o projeto que chegou a ter pedido de vistas para especificaçoes solicitadas do que seria feito (ações e obras) não volta mais a casa em 2019.

Na pauta outros dois projetos foram aprovados, um incluindo o turismo, e que deve voltar a ser apreciado na última sessão antes do recesso marcado para quarta-feira (17) com início às 15hs. (veja resumo)

Antes de ir a pauta, no início da reunião, o projeto contou com a presença na tribuna do advogado da Prefeitura de São Carlos, Adroaldo Putzel explicando pontos do projeto. Após muita discussão e com plenário lotado, inclusive com integrantes do Projeto Rondon, o Projeto que pedia autorização para o financiamento foi rejeitado e boa parte dos presentes na sessão se retirou com críticas e palmas irônicas a rejeição.

Esvaziada de plateia a sessão prosseguiu e após três pronunciamentos dos vereadores Ademar Brutscher, Edson Luis Both e José Noimar Mai, antes de encerrar o presidente Martelinho foi direto aos contrários do projeto, exemplificando e afirmando que a rejeição ao projeto, foi negar o crescimento de São Carlos.

Após a sessão, a reportagem da Tropical FM que acompanhou a sessão conversou com o presidente Martelinho, com o suplente de vereador e cidadão que esteve na plateia, Gilson Silva. A reportagem procurou o líder da principal bancada que votou contra o projeto, vereador Geferson Groth, mas não obteve sucesso.

O resumo da sessão vai ao ar na quarta-feira as 11h45 pela Tropical FM. Veja resumo e conteúdos.

No Expediente do Poder Executivo

Deram entrada:

Projeto de Lei Ordinária n.º 015/2019 que “Autoriza o Poder Executivo Municipal a firmar Convênio com a Associação Hospitalar Padre João Berthier, e dá outras providências”.

Nova Redação do Projeto de Lei Ordinária n.º 016/2019 que “Autoriza o Município de São Carlos a celebrar convênio com a Mitra Diocesana – Paróquia São Carlos Borromeu, por meio do Fundo Municipal de Saúde”.

No Expediente do Poder Legislativo foram aprovadas as seguintes proposições:

Requerimento 020/2019 do vereador José Noimar Mai: Seja remetido requerimento à Assessoria Jurídica do Município de São Carlos, solicitando cópia de eventuais processos administrativos instaurados na Administração Municipal contra agentes políticos que desempenham atividades nas entidades vinculadas ao Poder Executivo Municipal.

Requerimento 021/2019 do vereador Ademir Antonio Damin: Seja alterado o calendário de sessões da Câmara de Vereadores de São Carlos para a realização de mais uma sessão ordinária no mês de julho de 2019, sugere-se a data de 17 de Julho.

Requerimento 022/2019 do vereador Fernando José Signori: Seja remetido requerimento Poder Executivo Municipal, solicitando relatório das cirurgias eletivas realizadas pela Administração Municipal desde o início de 2017 até a presente data. Requer-se que o relatório contenha os beneficiários, descrição do procedimento e custo unitário, bem como custos totais por período.

Indicação n.º 054/2019 dos vereadores Gerferson Groth e Alisson Luiz Wickert: Que o Poder Executivo Municipal adote providências em relação a infraestrutura viária ofertada às localidades de Linha Jacutinga e Linha São Sebastião, especialmente, no tocante a manutenção de ponte próxima ao centro comunitário de Linha Jacutinga, sentido Cunhataí, e melhorias do acesso de Linha São Sebastião à Linha Jacutinga.

Foi solicitada a retirada de tramitação da Emenda Supressiva ao Projeto de Lei Ordinária n.º 012/2019, por solicitação dos proponentes.

Passou-se para a Ordem do Dia onde foi aprovado em primeira votação, por unanimidade, o

Projeto de Lei Ordinária n.º012/2019que “Autoriza a abertura de crédito adicional especial por suplementação e redução de dotação orçamentária e transferência de recursos para a empresa Águas de Pratas Mineração LTDA e dá outras providências”.

Foi rejeitado em primeira votação, com cinco votos contrários (vereadores Ademar, Alisson, Evandro, Gerferson e Iara), o Projeto de Lei Ordinária n.º 013/2019 que “Autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito com a Caixa Econômica Federal e dá outras providências”.

Foi aprovado em primeira votação, por unanimidade, o Projeto de Lei Ordinária n.º014/2019que “Estabelece a criação do Plano Municipal de Desenvolvimento Turístico Sustentável”.

No Espaço das Explicações Pessoais, fizeram uso da palavra os edis: Ademar João Brutscher, Edison Luiz Both e José Noimar Mai.

Veja imagens:

#JORNALISMO

TROPICAL FM 97.7 - 2020

LESS webmaster