1/2

Cidade do Oeste integra Operação Porteira Aberta da Polícia Federal, confira.


A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira (10) 15 mandados de busca e apreensão na segunda fase da Operação Porteira Aberta. A ação, coordenada por agentes do Mato Grosso, investiga um suposto pagamento de propinas a servidores públicos de fiscalização sanitária por parte de uma empresa de abate de gado.

Além de Santa Catarina, a operação ocorre em outros cinco estados. O Ministério Público Federal também acompanha a ação. Segundo a PF, o pagamento de propina ocorria em unidades da empresa em Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Agentes também fazem buscas em Pernambuco e Paraná.

No Estado, as buscas ocorreram na residência de um funcionário público em Pinhalzinho. Os valores destinados ao pagamento de propinas eram registrados na contabilidade das unidades da empresa como despesas de consultoria e marketing ou serviço de inspeção federal.

#JORNALISMO

TROPICAL FM 97.7 - 2020 - LESS.webmaster