1/2

Dezembro Laranja – Cuidados com o câncer de pele


Este é o tipo mais comum de câncer, responsável por um quarto dos casos diagnosticados anualmente no Brasil.

Com a chegada do verão, vem o desejo de corpos lindos, bem definidos e bronzeados. A exposição ao sol, embora traga benefícios, como auxiliar na absorção da vitamina E e fixar o cálcio no organismo, também tem sérias implicações para a saúde, quando em exagero. “Do envelhecimento precoce ao câncer de pele, o sol pode sair rapidamente da posição de aliado para a de vilão, especialmente nestas épocas em que o buraco na camada de ozônio potencializa a ação dos raios solares”, afirma o cirurgião plástico Rafael Tirapelle.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), anualmente, são diagnosticados 180 mil casos da doença, sendo responsável por um em cada quatro novos cânceres no Brasil. A principal recomendação para a prevenção do câncer de pele é evitar a exposição ao sol nos horários que os raios solares são mais intensos (entre 10h e 16h), bem como utilizar óculos de sol com proteção UV, chapéus de abas largas, sombrinhas e guarda-sol, e claro, o uso de filtro solar com fator de proteção solar (FPS) 15 ou mais é fundamental.

A precaução deve ser extra para pessoas que se submeteram a qualquer tratamento estético ou cirúrgico. “Devemos ter muito cuidado na exposição ao sol, que no verão tem maior força. Proteção solar absoluta é essencial, principalmente no primeiro ano após se submeter a qualquer um dos tratamentos de peeling para evitar pigmentação irregular. Proteção solar diligente durante toda a vida ajudará a manter sua nova pele mais macia e jovem”, esclarece Dr. Tirapelle.

#JORNALISMO

TROPICAL FM 97.7 - 2020 - LESS.webmaster