1/2

APRASC: Sgt da reserva da PM de São Carlos explica negociações




Em entrevista a Tropical FM na manhã desta quinta-feira (5) participou o vice-presidente regional da APRASC, Associação dos Praças de Santa Catarina, Sargento da reserva Gilson Rogério e Silva (foto).



Em pauta, as negociações para reposição salarial da categoria com o governo do Estado. Na ocasião ele explicou as perdas e citou o passo a passo da categoria com o governo que estão sem acordo.


Inicialmente Gilson relembrou o início das tratativas somente para reposição inflacionária, o prazo pedido pelo governo, mas com negociações iniciadas ao final de 2019. Ele explicou as propostas e contrapropostas, direitos adquiridos, plano de carreira e a estratégia do governo. Sobre o encerramento das negociações, o dirigente da APRASC, fala da operação padrão nas ocorrências e procedimentos da Polícia Militar, sem deixar a comunidade desguarnecida.


Com as negociações fechadas sem um acordo e com a operação padrão, um projeto deve chegar na ALESC, e vai depender de articulação das duas partes e possível retorno das negociação para um desfecho ainda nesta gestão.


A APRASC possui quase 15 mil sócios e representa a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Na região, além do Sgt Gilson, outros membros ligados as duas corporações integram a entidade que luta pelos direitos da categoria junto ao atual Governado Carlos Moisés.


ENTREVISTA NA ÍNTEGRA AQUI.


Tropical FM/EC / Foto: Daiane Gehrard

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster