1/2

Barcelona vence e mantém sonho de título


O clássico catalão há muito tempo não era tão cruel com o lado mais frágil da cidade. Mesmo sem vencer o duelo há 22 jogos na liga, o Espanyol certamente se lembrará com mais dor desta quarta-feira. O Barcelona recebeu o rival no Camp Nou, pela 35ª rodada do Espanhol, fez o suficiente para vencer por 1 a 0 e rebaixou seu coirmão. Por sua vez, o time de Messi e companhia ainda sonha com o título, a três rodadas do fim.


O Barcelona chegou aos 76 pontos, a um do líder Real Madrid. O time merengue ainda joga na rodada. Pega o Alavés na sexta-feira. O Espanyol, por sua vez, é o lanterna, com 24 pontos, e não tem escapatória. Está rebaixado. O Barça torce pelo tropeço do time merengue e volta a campo no sábado, contra o Valladolid, fora de casa.


Veja a tabela completa: https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/


Na primeira etapa, o Barcelona sofreu com a comum falta de criatividade sob o comando de Quique Setién. Teve 74% de posse de bola contra 26% do Espanyol. Trocou 398 passes contra 106 do rival. Mas as únicas duas chances de gol criadas no jogo foram dos visitantes. O Barça finalizou três vezes, nenhuma no gol. O Espanyol obrigou Ter Stegen a fazer duas boas defesas - numa delas, em quase gol contra de Lenglet - e acertou a trave. Mas, na segunda etapa, o cenário alterou um pouco. O time ganhou mais espaços. Tudo por conta de duas expulsões antes dos 10 minutos, e ambas após revisões do árbitro José Munuera no monitor do VAR.


Primeiro, Ansu Fati, que acabara de entrar, levou o vermelho direto por levantar demais o pé em disputa com Calero. Pouco depois, Lozano foi para a rua por pisão em Piqué. O gol do Barcelona saiu em boa jogada do trio MSG: Griezmann recebeu pela esquerda, deu de calcanhar para Messi, que chutou. Diego López deu o rebote, e Suárez marcou: 1 a 0. A partir dali, os donos da casa controlaram o ritmo da partida. O Espanyol ameaçou com um chute fora da área de De Tomás. Mas Ter Stegen garantiu o placar. E a queda do rival.


Lanterna, o Espanyol não alcança mais o Eibar, primeiro fora da zona de rebaixamento. A equipe catalã disputará a Seguna Divisão pela quarta vez em sua hstória, a primeira desde 1993/94, temporada de sua última passagem pela Série B.


Depois de volta tímida ao passar em branco nos quatro primeiros jogos após a retomada do futebol na Espanha, Suárez recuperou sua fase goleadora. Marcou o quarto gol nos últimos quatro jogos. Nesta quarta, isolou-se na terceira posição dos maiores artilheiros da história do Barcelona, atrás de César Rodríguez e Lionel Messi.


FONTE: Globoesporte.com

TROPICAL FM 97.7 - 2020

LESS webmaster