1/2

Bolsa de suínos desvaloriza 30% em SC


Em um mês de distanciamento social como medida para conter o avanço da pandemia de coronavírus pelo mundo, os suinocultores independentes amargam um imenso prejuízo na atividade.


Losivanio Luiz de Lorenzi, presidente da ACCS (foto)


Conforme levantamento da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), a desvalorização da Bolsa de Suínos de SC totaliza 30%. Um dos fatores que impacta diretamente no mercado são as rígidas medidas adotas por SP para barrar a progressão da Covid-19 – que travou a economia do maior mercado consumidor do País.


Na segunda semana de março, o preço pago pelo quilo do suíno vivo aos produtores independentes era R$ 5,67.


Após sucessivas baixas, que ocorreram também nos demais Estados produtores de proteína animal, a Bolsa de Suínos de SC foi cotada na quinta-feira (16) a R$ 3,97 – uma desvalorização semanal média de R$ 0,28.


Fonte: ACCS

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster