1/2

Sem mata-mata: brasileirão seguirá com pontos corridos


As equipes das Séries A e B se reuniram com a CBF2, na tarde desta quinta-feira (26), por videoconferência, com o objetivo de tratar sobre o andamento do futebol brasileiro após o período de paralisação devido ao coronavírus. No encontro, ficou definido que se as disputas retornarem até 1° de julho, há calendário suficiente para jogar Brasileirão e Copa do Brasil sem mexer em seus formatos.


Ainda segundo o periódico, todos os clubes também defendem que o Brasileiro deve ser mantido com pontos corridos.


Em relação os Estaduais, ainda não há nenhuma definição e deve ser resolvida em futuras reuniões. Segundo a reportagem, uma das sugestões dos clubes é de que o assunto seja tratado entre as federações.


Outro ponto debatido na reunião foram as férias dos atletas. Os times da Série A poderão dar 20 dias de benefício aos seus atletas. O último terço do gozo será pago no final de ano, em dezembro. Mas, se a opção for por 30 dias, a entidade também liberou.


Alguns representantes de clubes também externaram, durante a reunião, a insatisfação com a CBF, usando as federações mundiais que se colocaram à disposição para ajudar os times. De acordo com o portal, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, reclamou da falta de suporte da entidade, principalmente com os times com menor poder financeiro.


FONTE: GAUCHAZH.CLICRBS.COM.BR

FOTO: LUCAS FIGUEIREDO / CBF

TROPICAL FM 97.7 - 2020 - LESS.webmaster