1/2

Chapecó: Procon investiga comércio por aumento nos preços



Quem fez compras nos últimos dias nos supermercados de Chapecó, viu os preços de itens como arroz, feijão, leite, carne e óleo de soja, explodirem, assim como nas demais regiões de Santa Catarina.



Isso se deve, principalmente, ao aumento das exportações e a queda nas importações, motivada pela valorização do dólar frente ao real. Outro fator é o crescimento da demanda interna impulsionado no período de quarentena.


Em Chapecó, o Procon acompanha com atenção os aumentos nos preços dos combustíveis e do gás de cozinha no comércio local, bem como demais produtos que compõem a cesta básica.


Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Procon instaurou procedimento investigatório em 32 estabelecimentos do município, para verificar a ocorrência de suposto aumento injustificado de preços, sobre os mais diversos produtos da cesta básica.


Paulo Cesar Lopes, presidente da Acats (Associação Catarinense de Supermercados), diz que em virtude da pandemia está ocorrendo uma procura grande de alimentos.


As denúncias podem ser formuladas pelo telefone 3319-1100 ou pelo email procon@chapeco.sc.gov.br.


Fonte/foto: ND+

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster