1/2

Com dois de Nonato, Inter goleia o São José

Eduardo Coudet preserva titulares e vê boa resposta de seus reservas na goleada por 4 a 1 sobre o São José, neste domingo, no Passo D'Areia


Fonte: globoesporte.globo.com

Formação alternativa, gramado sintético e arquibancadas vazias por conta da pandemia do coronavírus. Nada isso impediu o Inter de atropelar o São José neste domingo, no Passo D'Areia, pela 3ª rodada do segundo turno do Gauchão. E de construir um placar não festejado há tempos pelos colorados com a goleada por 4 a 1 fora de casa.


A equipe não construía um resultado tão elástico – com quatro gols marcados e três de diferença – há mais de dois anos. Mais exatamente, desde fevereiro de 2018, quando goleou o mesmo São José por 4 a 0 no Beira-Rio pelo Gauchão.


De lá para cá, foram 138 jogos, dos quais apenas 15 com Eduardo Coudet. E o Inter só conseguiu marcar quatro gols em uma dessas partidas, já em 2020: na vitória por 4 a 3 sobre o São Luiz, em Ijuí.


Neste domingo, Coudet escalou apenas Moisés e Edenílson dos jogadores considerados titulares no Passo D'Areia. O camisa 8 abriu o placar em cobrança de falta com categoria. Depois, o lateral-esquerdo serviu Nonato para marcar o segundo.


Na etapa final, outro titular, Thiago Galhardo, entrou na vaga de William Pottker, deu uma assistência para Nonato e fechou a conta com gol de pênalti.


A postura agressiva mostrada mesmo com formação quase toda reserva mostra a compreensão do grupo ao estilo de jogo cobrado pelo treinador. Neste domingo, os laterais apoiaram constantemente o ataque, e os meias tiveram presença frequente dentro da área. Nonato, por exemplo, marcou os dois gols dessa forma.


Mais do que satisfeito com a vitória, o argentino também faz um alerta para o gol sofrido já nos minutos finais de partida, após cobrança de falta. Conforme Coudet, a equipe relaxou um pouco em campo por já ter construído a vantagem de quatro gols.

TROPICAL FM 97.7 - 2020 - LESS.webmaster