1/2

Coudet fica livre de julgamento no TJD-RS e está liberado para o Gre-Nal


O técnico Eduardo Coudet tem presença garantida no Gre-Nal. O departamento jurídico do Inter fez um acordo com a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RS) para que o treinador fosse liberado do julgamento marcado para esta terça-feira. Com isso, o argentino está livre para o clássico desta quarta, às 21h30, na Arena, pela final do segundo turno do Gauchão.


O departamento jurídico do Inter propôs uma transação penal junto à Procuradoria e aguarda a homologação. Se ela ocorrer, o julgamento é suspenso. Caso contrário, uma nova data para o julgamento será agendada.

Fato é que Coudet não será julgado nesta tarde no caso das supostas ofensas ao presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsman, após o último Gre-Nal. O treinador e D'Alessandro foram denunciados pela Procuradoria pelos incidentes, registrados em súmula. Conforme o advogado do Inter, Rogério Pastl, o técnico pagará uma multa, com valor não revelado, para o tribunal. D'Alessandro, porém, será julgado, já que o caso dele não suporta uma transação penal. Caso ele seja condenado, o Inter tentará um efeito suspensivo para o clássico.


D'Alessandro foi enquadrado no Artigo 243-C do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por "ameaçar alguém por palavra, escrito, gestos, ou por qualquer outro meio, a causar-lhe mal injusto ou grave". A pena prevista é de suspensão de 30 a 120 dias, além de multa entre R$ 100 a R$ 100 mil. Caso haja condenação, o Inter poderá recorrer da sentença.


D'Alessandro e Eduardo Coudet foram flagrados pelo repórter da RBS TV Leonardo Müller após o clássico no estádio Centenário, vencido pelo Grêmio por 1 a 0. No caminho ao vestiário, os dois dispararam contra Luciano Hocsman (veja o vídeo acima).


FONTE: Globoesporte.com

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster