1/2

Dupla Gre-Nal convence prefeitura com "bolha" e protocolos


O domingo deixou claro. A dupla Gre-Nal convenceu as autoridades com seus protocolos montados e evitou um passo atrás no trabalho diário. Embora o decreto estadual tenha aumentado a restrição sobre Porto Alegre, a prefeitura da capital gaúcha garantiu a manutenção dos treinamentos nos moldes das últimas semanas por conta do aparato dos clubes.


No último domingo, o prefeito Nelson Marchezan fez um pronunciamento nas redes sociais e manteve a liberação das atividades profissionais. Elogiou a segurança dada aos atletas — chegou a citar ser mais seguro ir aos centros de treinamentos do que exercer a atividade de prefeito —, e cogitou até flexibilizar mais os trabalhos, embora isso fique em segundo plano no momento.


Ao explicar as novas restrições, o prefeito de Porto Alegre citou que a projeção, sem agir, seria de ocupar 400 leitos de UTI no dia 20 de julho. Tornando a situação do sistema de saúde insuportável. Um dia depois da data trabalhada como previsão para o retorno do Gauchão.


Apesar de pregar respeito as decisões das autoridades governamentais, o vice de futebol do Grêmio Paulo Luz defende que o futebol possa ser uma exceção — inclusive utilizados como bandeiras pelos governos para conscientizar a população. A justificativa está no alto nível de segurança sanitária que abrange os clubes.


O secretário do Esporte e Lazer do RS, Francisco Vargas, visitou os CTS de Grêmio e de Inter na última semana. Para ambos casos, elogiou as práticas implementadas e do protocolo adotado. Em entrevista, salientou a importância de "não brincar com vidas humanas".


Além do encontro com o secretário, houve também reunião dos presidentes de Grêmio e Inter com Marchezan. Trabalho político para construir mais um passo no avanço dos treinos. A medida pode ser atrasada neste momento pelas restrições a Porto Alegre, mas está em pauta.


FONTE: Globoesporte.com

TROPICAL FM 97.7 - 2020

LESS webmaster