1/2

Dupla Gre-Nal disponibiliza CTs para o Gauchão


O grupo de WhatsApp com dirigentes dos clubes e da Federação Gaúcha de Futebol (FGF)ferve com as discussões sobre o número de sedes para a retomada do Campeonato Gaúcho. Em meio ao debate, adupla Gre-Nal disponibiliza seus Centros de Treinamentos para a disputa de jogos, caso seja do interesse da entidade que organiza o futebol no estado. Mas osCTs só serão usados em último caso.


Em entrevistas para os podcasts, que vão ao ar nesta sexta-feira, o vice de futebol do Grêmio, Paulo Luz, e o executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano, afirmaram que os dois clubes não se opõem a ceder estruturas à FGF para concluir o Campeonato Gaúcho. Ambos afirmam ainda que não houve procura da federação sobre esse assunto até o momento.


- O Inter não foi procurado a esse respeito da utilização do nosso CT aqui. Mas tudo o que for para colaborar com o retorno em segurança do futebol gaúcho, claro que é uma decisão muito mais institucional, mas eu penso que o presidente e o Conselho de Gestão vão estar de acordo, se for para colaborar com o retorno em segurança, o Internacional vai fazer - afirma Caetano.


- São cogitações. Não recebemos nenhuma consulta formalmente. O que posso dizer é que tanto o CT Luiz Carvalho como o Hélio Dourado estão com campos de jogo em ótimas condições. Mas teria que examinar. Mesmo que seja um CT de primeiro mundo, não temos vestiário para arbitragem, acho que teria que ser montada uma estrutura para televisionamento. Tem que ser planejado - diz Luz.

FGF cogita uso apenas em último caso

Em contato, o presidente da FGF, Luciano Hocsman, praticamente descartou o uso dos CTs da dupla Gre-Nal para a retomada do Campeonato Gaúcho. De acordo com o dirigente, a possibilidade só será cogitada em um último caso.


- Por mais qualidades que tenham, e têm, em campos e vestiários, são CTS. O próprio nome já diz. Louvável a disponibilidade dos CTS. Mas só se for a última e única alternativa - diz Hocsman.


Até o momento, a intenção de clubes e FGF ainda é de que cada equipe possa mandar os jogos em seus respectivos estádios. Mas o plano B com a redução e regionalização de sedes já ganha força no debate entre os dirigentes.


Brasil de Pelotas e Pelotas defendem que a cidade já se enquadra na bandeira amarela nos critérios de distanciamento controlado do governo do Rio Grande do Sul e, assim, tem condições de receber jogos. Os demais dirigentes argumentam que a distância até Pelotas, na Zona Sul do estado, demanda deslocamentos maiores.


O Campeonato Gaúcho foi suspenso no dia 16 de março, na terceira rodada do segundo turno, e pode ser retomado a partir do dia 15 de julho, se houver consentimento do governo estadual.


FONTE: Globoesporte.com

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster