1/2

Edenílson pode voltar à Libertadores após cumprir suspensão de três jogos


Esteve perto de deixar o Inter, oscilou em campo, mas ficou. Ganhou a braçadeira de capitão, retomou o padrão de atuações e já são duas assistências e um gol nos últimos três jogos. Edenílson viveu tudo isso – e um tanto mais – em sete meses desde sua última partida de Libertadores.


E agora tenta coroar de vez a retomada do protagonismo pelo Colorado em seu retorno à competição continental após 224 dias. O volante volta a ficar à disposição contra a Universidad Católica, na quinta-feira, às 21h30, no San Carlos de Apoquindo, pela 6ª e última rodada do Grupo E.


Edenílson está liberado para atuar na Libertadores depois de cumprir a suspensão de três jogos devido às confusões no empate em 0 a 0 no Gre-Nal da Arena. Resta saber se Eduardo Coudet optará por escalar seu novo capitão como titular. O técnico não descarta preservações de olho na partida contra o Flamengo, no domingo, pelo Brasileirão.


O camisa 8 chega em alta para o duelo em solo chileno. Capitão, ele marcou um gol na vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, no último domingo, e deu duas assistências nas partidas anteriores – vitórias por 5 a 3 sobre o Sport e por 2 a 0 sobre o Bragantino.


O volante oscilou de desempenho após virar alvo do Al-Ittihad, da Arábia Saudita. O clube árabe tentou seduzi-lo com uma proposta salarial na casa de R$ 1 milhão mensais. E de fato o balançou, a ponto de cogitar deixar o Inter.


Mas a proposta apresentada à diretoria colorada ficou muito abaixo das pretensões do clube. O Al-Ittihad ofereceu US$ 4 milhões (R$ 22,4 milhões), a serem quitados em parcelas "a perder de vista". O Colorado queria o valor à vista. E não se falou mais nisso.


Nesta quinta-feira, o volante tentará ajudar o Inter a garantir a classificação na Libertadores – se assim decidir Eduardo Coudet. O Colorado enfrenta a Universidad Católica às 21h30, no San Carlos de Apoquindo.


O Inter é vice-líder do Grupo E com oito pontos e saldo positivo de três gols. O único rival que pode ultrapassá-lo é o América de Cali, terceiro com cinco pontos e saldo negativo de dois gols. A equipe só perde a vaga com a seguinte combinação: derrota no Chile e vitória do América, tirando seis gols de saldo.


FONTE: Globoesporte.com

FOTO: Ricardo Duarte/Inter

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster