1/2

Em novo decreto, Governo nega retomada do Catarinense antes de 5 de julho


O Governador Carlos Moisés detalhou o novo plano de gestão para o enfrentamento ao coronavírus em entrevista na manhã desta segunda-feira. De acordo com ele, as atividades da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) e eventos esportivos privados, incluindo o campeonato estadual, seguem suspensas até 5 de julho.


O Catarinense foi paralisado em 16 de março, um dia após o fim da primeira fase. A disputa ainda prevê semifinal e final, além de duas partidas que definirão o time rebaixado à Série B de 2021. A ideia da Federação Catarinense de Futebol (FCF) e da Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCClubes) era que a competição pudesse ser retomada no mês de junho.


André Motta, Secretário da Saúde de Santa Catarina, disse que a data pode ser mantida ou sofrer nova alteração dependendo da situação do estado em relação ao coronavírus.

A FCF informou que fica no aguardo de novas informações concretas e do decreto completo. Para então, conversar com todos os clubes, saber a intenção de cada um e definir os próximos passos".


A volta aos treinos presenciais


O Brusque foi o primeiro clube catarinense a retomar as atividades em campo após a liberação do Governo. A reapresentação do elenco quadricolor ocorreu no dia 14 de maio, quase dois meses depois da paralisação do estadual. Figueirense, Avaí, Juventus, Joinville e Chapecoense também já retornaram aos trabalhos. Até o momento, Concórdia, Criciúma, Marcílio Dias e

Tubarão mantêm a quarentena.


Os duelos


O Avaí terminou a primeira fase na liderança, seguido de Brusque, Figueirense, Marcílio Dias, Criciúma, Juventus, Joinville, Chapecoense, Concórdia e Tubarão – os dois últimos disputam o mata-mata do rebaixamento. Confira abaixo os duelos das quartas de final:


Avaí x Chapecoense

Brusque x Joinville

Figueirense x Juventus

Marcílio Dias x Criciúma


FONTE: Globoesporte.com

FOTO: Divulgação/Governo de SC

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster