1/2

F1 não terão festa no pódio, diz diretor


Diretor técnico da Fórmula 1, Ross Brawn deu uma entrevista ao site F1.com onde detalha algumas das novidades do "novo normal" da categoria. E uma delas chamou a atenção: segundo o dirigente, a partir do dia 5 de julho, quando a F1 faz seu retorno com portões fechados no GP da Áustria, não haverá festa de comemoração no pódio após o término das corridas. O motivo é manter o distanciamento social em tempos de pandemia do coronavírus.


- O procedimento do pódio não poderá acontecer (como é agora), mas estamos vendo o que fazer depois das corridas. Uma opção seria alinhar os carros na pista, e os pilotos ficarem de pé em frente aos seus carros. Não podemos apresentar os troféus, porque não podemos ter alguém perto deles, mas resolveremos isso. Há planos e procedimentos, e vamos pensar em como podemos apresentá-los na TV - comentou.


Brawn falou ainda sobre o grid antes das corridas, que fica recheado de mecânicos, pilotos, membros da imprensa e convidados. Isso também não poderá ocorrer no "novo normal. Os chefes da F1, segundo ele, precisarão ser criativos.


- Por causa da implementação dos procedimentos, temos que ter cuidado e ficar atentos à situação da Covid-19. As práticas que tínhamos no passado não podem acontecer. O grid bem cheio é algo da F1 que não poderá ocorrer mais - falou.


Ele acrescentou que o FIA Futuras Estrelas, um programa de "mascotes", com pequenos pilotos promissores, que fazem parte da cerimônia pré-corrida, também será modificado.


Algumas horas antes das corridas, às vezes os pilotos fazem uma volta dentro de um caminhão ou em um carro clássico e acenam para os fãs. Essa é a chamada "parada dos pilotos". De acordo com Brawn, isso também não será possível.


Na madrugada desta sexta, a Fórmula 1 divulgou mais uma atualização do seu calendário de 2020. A novidade fica por conta do cancelamento das etapas de Singapura, Azerbaijão e Japão por conta da pandemia do novo coronavírus. Marcado para o dia 5 de julho, o GP da Áustria segue como abertura da temporada.


Recentemente, Brawn já tinha falado sobre o "novo normal" da F1. Ele disse que havia um plano de segurança cuja ideia era criar um ambiente no qual todos os envolvidos sejam testados previamente para coronavírus e não tenham contato com outras pessoas. O evento em Spielberg terá portões fechados ao público. O diretor descartou que os envolvidos com o GP da Áustria se deslocarão em comboios, mas revelou que os locais de refeição serão compartilhados.


FONTE: Globoesporte.com

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster