1/2

Frigoríficos: Incerteza e preocupação crescem no campo




O avanço da Covid-19 em frigoríficos brasileiros, com a consequente suspensão de operações, tem tirado o sono dos criadores de aves e suínos que fornecem animais para serem abatidos nessas indústrias.



Na região Sul, onde esses produtores operam em sistema de integração e chegam a oferecer toda a produção para uma única empresa, perda de renda e medidas de controle de oferta, como redução da alimentação e do alojamento de animais, já são uma realidade.


O Estado teve uma unidade de abate de aves da JBS fechada em Ipumirim (SC) e redução da força de trabalho na BRF em Concórdia, onde são abatidos 4 mil suínos diariamente.


De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o setor conta com 170 mil famílias de criadores de aves e suínos integradas às empresas do setor, em sua ampla maioria pequenos e médios produtores.


Fonte/foto: ACCS

TROPICAL FM 97.7 - 2020 - LESS.webmaster