1/2

Grêmio descarta colocar time sub-23 no restante do Brasileirão


Como já era esperado, o Grêmio descartou usar o time de transição (sub-23) nas sete rodadas que restam no Campeonato Brasileiro. O técnico Renato Portaluppi abriu essa possibilidade na entrevista coletiva após a derrota por 2 a 1 no Gre-Nal, no último domingo, para manifestar sua indignação com a arbitragem no clássico.


Embora o Tricolor tenha chances mínimas de título – 1%, segundo as projeções do matemático Tristão Garcia – a diretoria do Grêmio entende que é preciso seguir brigando pelas primeiras posições do Brasileirão. Assim, assegurando uma vaga na próxima Libertadores, sem ficar dependente de conquistar o título da Copa do Brasil contra o Palmeiras.


O grupo de transição do Grêmio se reapresentou no último dia 19, e muitos jogadores sequer estão inscritos no Brasileirão. O time sub-23 fará uma série de amistosos na próxima semana contra times do Gauchão, visando uma possível participação no início da competição, marcada para o final de fevereiro.


A bronca de Renato no Gre-Nal foi com um possível pênalti em Ferreiro na disputa com Nonato e o a penalidade marcada pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira, que não consultou o VAR, após o toque no braço de Kannemann. Indignado, o técnico gremista ameaçou colocar o time sub-23 para disputar as rodadas que restam do Brasileirão.


O Grêmio é sexto colocado na tabela, com 56 pontos - 11 atrás do líder Inter. O elenco se reapresentou na ultima segunda-feira e treina na tarde desta terça-feira. O Tricolor disputa a partida atrasada pela 23ª rodada, diante do Flamengo, às 20h da próxima quinta-feira, na Arena.


Fonte: globoesporte.globo.com

Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster