1/2

Grêmio oficializa venda de Pepê ao Porto por R$ 98,1 milhões


O Grêmio oficializou nesta quinta-feira a venda de Pepê ao Porto, de Portugal. O atacante assinará contrato com o clube português por cinco anos deixará o Tricolor apenas no segundo semestre de 2021. Ele realizou exames médicos nos primeiros dias de fevereiro para ser jogador do clube português. O Porto pagará 15 milhões de euros (R$ 98,1 milhões pela cotação atual) por Pepê. Do total, o Tricolor receberá 10 milhões de euros (R$ 65,4 milhões). O restante pertence ao Foz do Iguaçu, clube que revelou o atacante e detém 30% dos direitos.


O Tricolor terá direito a 12,5% da "mais-valia". Ou seja, caso Pepê seja vendido, tal fatia será paga pelo valor que exceder os números da negociação atual.


No anúncio no site oficial, o Porto informou que contrato do atacante com o novo clube será até 2026, com cláusula de rescisão de 70 milhões de euros (R$ 458 milhões).


O pagamento ao Grêmio será parcelado em quatro vezes. Os vencimentos debitarão em em junho e agosto de 2021 e janeiro e junho de 2022. O Foz do Iguaçu embolsará sua parte em agosto de 2022.


No acordo, Pepê fez um seguro para evitar prejuízos em caso de lesão. O atacante de 23 anos fica no Grêmio até o fim de junho e disputará as finais da Copa do Brasil contra o Palmeiras, nos dias 28 de fevereiro e 7 de março.


Pepê tinha contrato com o Grêmio até 2024. Ele estreou no time principal em 2017, mas só no ano seguinte foi aproveitado com mais frequência. Em 2020, assumiu o protagonismo da equipe com a venda de Everton ao Benfica. Na atual temporada, marcou 15 gols em 54 jogos disputados.


A negociação é a quarta maior da história do Porto, ficando atrás somente dos 20 milhões de euros pagos por Óliver Torres e Imbula. Além dos 19 milhões de euros na contratação de Hulk.



FONTE: Globoesporte.com

FOTO: Lucas Uebel/Grêmio


TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster