1/2

Hamilton vence GP da Toscana e cola no recorde de Schumi


Num tumultuado Grande Prêmio da Toscana, com duas bandeiras vermelhas causadas por acidentes, Lewis Hamilton venceu neste domingo pela 90ª vez na Fórmula 1 e ficou a apenas uma vitória de igualar o recorde de Michael Schumacher. Companheiro de Hamilton na Mercedes, Valtteri Bottas completou em segundo lugar, e Alexander Albon, da RBR, subiu ao pódio pela primeira vez na carreira na F1, em terceiro.

Hamilton subiu ao pódio com uma camiseta em protesto para exigir a prisão dos policiais que mataram a jovem negra Breonna Taylor, nos Estados Unidos, em março deste ano.


A prova teve um acidente na primeira volta envolvendo sete pilotos, o que causou o abandono de Max Verstappen e Pierre Gasly, uma nova batida na relargada com os pilotos do fim do grid, o que provocou a primeira vermelha, e uma forte pancada de Lance Stroll, o que resultou na segunda paralisação.


Daniel Ricciardo, da Renault, chegou a assumir o segundo lugar depois da terceira largada, mas caiu para quarto, e Sergio Pérez completou a corrida em quinto, com a Racing Point. Também pontuaram, do sexto ao décimo lugares, Lando Norris (McLaren), Daniil Kvyat (AlphaTauri), Charles Leclerc (Ferrari), Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) e Sebastian Vettel (Ferrari) - o finlandês cruzou em oitavo, mas, punido por uma irregularidade ao entrar nos boxes, caiu uma posição.


Mick pilota Ferrari do pai


Antes da corrida, Mick Schumacher guiou uma Ferrari usada pelo pai Michael na temporada de 2004. A ação fez parte das celebrações pelo GP 2000 da Ferrari na Fórmula 1.


O pódio




FONTE: Globoesporte.com

FOTO: Getty Images

TROPICAL FM 97.7 - 2020

LESS webmaster