1/2

Oeste: Meteorologistas apontam para eventual tornado


A combinação do fluxo de ar quente úmido transportado da região Amazônica (jato de baixos níveis) e uma intensa perturbação de ondas curtas na média atmosfera favoreceram um ambiente atmosférico favorável a formação de tempestades severas no Oeste do estado. As informações são dos meteorologistas, Piter Scheuer e Ronaldo Coutinho.


No final da tarde desta quarta-feira (10), o desenvolvimento de uma supercélula provocou uma tempestade severa entre os municípios de Belmonte, Descanso e redondezas de Iporã do Oeste.

Pelas imagens de radar meteorológico além das informações de campo (imagens e vídeos de estragos enviados por terceiros), há um indicativo da ocorrência de um "tornado" sobretudo na cidade de Belmonte. Não se descarta que outros eventos tornadicos ou microexplosão tenham ocorrido em pontos do Extremo Oeste.


Já de acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, desde a última terça-feira (09) um sistema de baixa pressão está provocando fortes temporais em algumas regiões de Santa Catarina. Foram registrados grandes volumes pluviométricos que provocaram alagamentos e deslizamentos. Foram registradas ocorrências em São Lourenço do Oeste, Canoinhas, Xanxerê, Ireneópolis e Seara.


Nesta quarta-feira (10) o sistema meteorológico avançou pelo território catarinense com fortes tempestades e vento intenso. Ocorreram danos em Ipuaçú, Campos Novos, Coronel Freitas, Águas de Chapecó, São Carlos, Nova Itaberaba, Saudades, Cunha Porã, Irani, Iporã do Oeste.


A situação mais grave foi registrada por volta das 17h15 nos municípios de Belmonte e Descanso, sendo o segundo com maior gravidade. Informações apontam que ventos intensos destruíram residências, uma escola, um ginásio e galpões. A tempestade também derrubou árvores e postes de energia elétrica, e diversas famílias ficaram desalojadas sendo abrigadas na casa de parentes.


Logo após a ocorrência técnicos das defesas civis dos municípios e do Estado foram deslocados para prestar apoio. Até o momento foram distribuídos em Descanso, Belmonte e Ipuaçú, 17 rolos de lona, 727 telhas, 17 colchões de casal e sete de solteiro.


Os levantamentos estão sendo realizados, mas apenas poderão ser concluídos durante a quinta-feira (11) devido a distância de algumas comunidades e a dificuldade de acesso em função de postes e árvores que interromperam os acessos. A Defesa Civil de Santa Catarina permanece de plantão para prestar o apoio aos municípios atingidos.


O Sistema de Monitoramento da Defesa Civil Estadual emitiu alertas para a região atingida e acompanha a situação. Os meteorologistas estão analisando imagens dos radares meteorológicos e do levantamento de danos para definir o que ocorreu em Belmonte e Descanso.


Existe a suspeita de possível tornado ou micro explosão, mas o fenômeno apenas poderá ser classificado após uma avaliação que será realizada durante a manhã de desta quinta-feira (11) nos locais atingidos.


Fonte/fotos: Piter Scheuer e Ronaldo Coutinho/SDC/SC

TROPICAL FM 97.7 - 2020

LESS webmaster