1/2

Renato diz que volta ao Grêmio quando chamado e minimiza ida à praia: "Não tenho função"


Renato Gaúcho aguarda um sinal do Grêmio para voltar a Porto Alegre. Só que espera ter uma atribuição no Centro de Treinamentos Presidente Luiz Carvalho. Ou seja, que consiga dar os treinos táticos e técnicos ao grupo.

Ainda no Rio de Janeiro, o ídolo tricolor foi flagrado à beira da praia no domingo. Nesta segunda-feira, o clube divulgou nota na qual afirma que não entrará no assunto, pois o trata como "foro privado". Em contato, Renato diz que, nas condições atuais, não tem função em Porto Alegre.


O técnico gremista está há 99 dias na capital carioca com a família, desde quando o futebol parou. Só que o Tricolor, às vésperas do retorno dos trabalhos, disse que Renato permaneceria no Rio por ser grupo de risco em relação ao coronavírus. Ele realizou duas cirurgias cardíacas desde o ano passado.


A ideia era permanecer isolado para evitar contrair a infecção pelo coronavírus. Porém, no último domingo, acabou fotografado na praia com amigos. O que já tinha ocorrido anteriormente, ainda durante a pandemia.


A cidade do Rio de Janeiro possui regras de isolamento social, mas possibilita a prática de atividades no mar, como surfe. O decreto municipal proíbe as pessoas de ficarem na areia.


O Grêmio assegura que Renato não retornou aos treinos com o grupo por uma questão médica. O técnico que garante não quebrou a hierarquia e afirma que o protocolo impede que exerça sua função.


No último sábado, o governo do Rio Grande do Sul atualizou as regras de distanciamento social e colocou Porto Alegre nabandeira vermelha. Assim, os treinos na cidade deveriam ser suspensos, mas o prefeito Nelson Marchezan Jr. manteve liberada a atividade para os clubes de futebol.


FONTE: Globoesporte.com

TROPICAL FM 97.7 - 2020 - LESS.webmaster