1/2

São Carlos: PC encerra falsa extorsão mediante sequestro


Segundo a Polícia Civil, o caso durou menos de 24hs. Isso porque nesta quinta-feira (7), uma mulher residente em Chapecó recebeu diversas mensagens via "Whatsapp" no sentido de que seu filho havia sido sequestrado por ter perdido 4 armas de fogo de uma facção criminosa.


Os sequestradores exigiram que a vítima depositasse R$ 18.500,00 como pagamento pelo resgate. Os suspeitos enviaram várias mensagens com ameaças para a mulher. Também foi enviado um vídeo em que o sequestrado aparentemente é torturado no seu cativeiro.

Após intensa investigação, a Polícia Civil reuniu elementos indicativos de que o sequestro teria sido forjado pelo filho da mulher ameaçada, pois aquele era um dos poucos que tinha conhecimento que ela receberia R$ 18.500,00 na presente data, dia 08 de janeiro, pela venda de um imóvel.

A investigação prosseguiu até que a Polícia Civil encontrou o local onde os suspeitos estavam escondidos. O filho da vítima, acompanhado de um comparsa, estava caminhando em via pública em Balneário Pratas, em São Carlos, quando foram abordados e presos em flagrante pelo crime de extorsão. Na delegacia, o filho confessou o ilícito e afirmou que o fez por ter muitas dívidas decorrentes de uso do cartão de crédito.

Os presos foram encaminhados ao Presídio de Chapecó e se encontram à disposição do Poder Judiciário.


Conversas por aplicativos foram anexadas pela PCSC.



Fonte/fotos: PCSC

TROPICAL FM 97.7 - LESS.webmaster